Marcadores

Acrósticos (51) Pílulas (49) Homenagens (20) Desabafos (15) Sonetos (15) Mulheres (12)

O Que Este Poeta Está Lendo?

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Demônio do Meio-Dia

O Sol já se faz alto e mais um dia nasceu,
Mas todo o meu animo se esvaneceu,
Fiz muitos planos para este dia,
Entretanto só mantenho a velha rotina.

Eu sei que deveria enfrentar essa apatia,
Só que a minha resposta é a letargia,
O ciclo sem fim dessa punheta mental,
Só me torna cada vez mais um animal.

Eu vejo o acumulo crescente desse horror,
E que apenas aumenta mais e mais o meu torpor,
Preciso me afogar em uma boa relaxada.

Até mesmo minha pena já está estressada,
É preciso exorcizar o Demônio do Meio-Dia,
Mas estou assolado e vencido pela acídia.

24 de Outubro de 2013
O Filho Perdido

Pílula de Dor

Por que não devo falar da dor,
Que eu sinto em meu interior?
Por que devo com meu rosto sorrir,
Se apenas em prantos quero me partir?

24 de Outubro de 2013
O Filho Perdido

Um Amor Secreto

Realmente isto deveria ficar em segredo,
Escondidos eternamente todos os sentimentos meus,
No teu sorriso eu contemplo a face de Deus,
A imagem de esperança que joga fora todo o medo,
Teu hoje com alegria é o meu coração,
Ainda que nunca dancemos esta canção.

24 de Outubro de 2013
O Filho Perdido