Marcadores

Acrósticos (51) Pílulas (49) Homenagens (20) Desabafos (15) Sonetos (15) Mulheres (12)

O Que Este Poeta Está Lendo?

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Uma Noite De Paz


O que pode fazer um Homem,
Contra tão violento Ódio?
Mas mortes presentes se fazem,
No uso viciante de nosso ópio.

Nunca se mostrou ou existiu santidade,
Só a mais cruel e humana insanidade.
O que ocorreu aos nossos corações,
E aos lábios que entoam falsas canções?

Tantas mortes, abominações incalculáveis.
Sociedade diabólica de pessoas desprezíveis,
Que imputam em nossas almas o Mal.

Cansei das orações de falas corrosivas,
Que só nos enganam com grandes mentiras.
Não quero mais ver ou viver o horror do Natal.

23 de Dezembro de 2012
O Filho Perdido

Versando

Versando este verso versado,
Que agora mais parece um fardo,
Não sei o que ele deve significar,
E nem mesmo o porquê quero versar.

15 de Novembro de 2012
O Filho Perdido